Yang Peiyi

yang

(Reflexão)

Yang Peiyi foi a vencedora de um concurso que escolheria a mais bela voz infantil para cantar na abertura dos Jogos Olímpicos na China, em 2008. Porém, ela não foi vista por ninguém! Nem pelas 90 mil pessoas presentes, nem por milhões de pessoas ao redor do mundo! Ela emprestara a sua voz, por conta dos organizadores do evento, a uma outra criança chamada Lin Miaoke. Lin Miaoke, já conhecida, foi vibrantemente aclamada! Fez uma belíssima apresentação e recebeu o título de O Anjo Sorridente.

Não demorou muito e a hipocrisia foi revelada. Logo logo foram procurar a verdadeira dona da voz. Encontraram Yang Peiyi feliz da vida! Motivo por que fora rejeitada? Ela não possuía uma aparência perfeita. Apesar de tudo o que aconteceu, portou-se humilde e não reclamou! Sentiu-se acima de todo e qualquer preconceito. Achou que sua participação na abertura dos jogos foi-lhe valiosa!

Já reparou quantos, como a pequena Yang Peiyi, são assim por todo o mundo? Na verdade, de muitos apenas se ouve a voz! Voz aclamadora!, de ouro!, que arranca aplausos! E que outros, engarupados nas virtudes e talentos alheios, recebem as glórias e as luzes que não são suas! Deixa estar…

Palmas para a pequena Yang Peiyi!!!

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *