Aguarde...

História do Hino Noite de Paz

Por Isac Rodrigues

História do Hino Noite de Paz

Conhecido em todo o mundo, o hino Noite de Paz ou Noite Feliz, foi cantado pela primeira vez em 1818 em Oberndorf, uma pequena cidade austríaca. O mês de dezembro daquele ano era muito frio. O vale de Salzach, rio que banha Oberndorf, estava infestado de ratos, acontecimento que não saiu da lembrança dos moradores, sendo a pior coisa que enfrentaram.

Alguns dias antes do Natal, Josef Mohr (1792-1848) havia feito uma triste descoberta: notou que os ratos haviam destruído os foles do órgão, deixando-o completamente inutilizado. O sacerdote, jovem ainda de 26 anos de idade, logo pensou nos membros da igreja. Todos eram pobres e de numerosas famílias, iriam ficar decepcionados com a notícia dos estragos causados. A tristeza completaria uma decepção por não contarem com música durante o Natal.

Mohr levou o caso ao conhecimento de seu amigo Franz Xaver Gruber, organista e professor (1787 – 1863). Juntos lamentaram o ocorrido e a falta de um hino natalino. Mohr então sentiu a inspiração de um poema intitulado StilleNacht! Heilige Nacht! e em seguida Gruber compôs uma melodia. Pela falta do órgão outro instrumento de cordas serviu de acompanhamento. Ambos cantaram, então, pela primeira vez para a pequena congregação dos Alpes a simples canção, mas que se tornaria o hino oficial do Natal em todo o mundo. Não haviam cantado por muito tempo quando, gradativamente, as crianças e os adultos começaram a entoar juntos a bela canção até o fim. Daquela pequena igreja fluíram os primeiros sons melódicos que logo encontrou lugar nos corações e ecoar seus eflúvios às montanhas nevadas da Áustria. Depois da festa, o órgão foi reparado. Gruber testou-o com o Noite de Paz, enquanto Mohr cantava. O homem que acabara de consertar o órgão impressionou-se de tal maneira que escreveu às pressas letra e música e passou a entoá-la por onde andava, de cidade em cidade.

No Natal de 1819, um fabricante de órgãos levou o hino para a sua aldeia na belíssima Tirol. Da música, tomou conhecimento o famoso Quarteto Strasser, que cantou o hino no salão de concertos Gewandhauss, em Leipzig, e na capela real da Saxônia. A melodia simples chegou também à cidade Zellertal, situada nos Alpes tiroleses. Dois irmãos e duas irmãs, cantores, impressionados com a melodia, começaram a cantá-la por onde chegavam.

Em 1831, o hino fora incluído no hinário Leipzig Gesangbuch. Em 1854 o coro da capela imperial de Berlim cantou Noite de Paz perante o imperador Friedrich Wilhelm. Na véspera do Natal de 1917, durante a II Guerra Mundial, certas tropas adversárias pararam de pelejar para ouvir um grupo de cristãos cantaremo Noite de Paz. Em 1931, em Leipzig, cantaram-no numa grande festa onde despertou grande entusiasmo.

O governo austríaco, em 1937, erigiu um monumento em homenagem a Mohr e Gruber. Em uma das paredes da quase bicentenária igreja de Oberndorf acham-se esculpidas as suas efígies. 

Desde então Noite de Paz seguiu viagem pelo mundo, entrando nos corações dos homens. A história relata que tanto Mohr como Gruber morreram pobres como quando viviam. Que a mensagem dessa melodia continue a encontrar lugar nas vidas humanas, pois foi numa noite muito especial, numa noite de muita paz, entre o silêncio das campinas e entre as luzinhas da pequena Belém, que o Salvador veio ao nosso encontro iluminar com a Sua salvação o caminho de toda a humanidade. Paz na terra!



Envie seu comentário

Você preencheu os seguintes dados:

Ao enviar estes dados, você concorda em fornecê-los ao site. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Ouça agora nossa Rádio!


Receba artigos em seu email!

Você preencheu os seguintes dados:

Ao enviar estes dados, você concorda em fornecê-los ao site. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Mais Postagens

Feliz 2023!

01 de Janeiro de 2023

Calendário 2023

29 de Dezembro de 2022

História do Hino Noite de Paz

24 de Dezembro de 2022

As Jornadas do Povo de Deus

06 de Outubro de 2022

A jornada do povo de Deus

01 de Agosto de 2022

O Totem da Paz

06 de Julho de 2022

A família

14 de Maio de 2022

A colheita

06 de Maio de 2022

Calendário 2022

04 de Janeiro de 2022

Esta Palavra...

31 de Agosto de 2020

Poderoso Fundamento

23 de Janeiro de 2020

Ele quer ficar conosco...

18 de Janeiro de 2020

Feliz 2020!

01 de Janeiro de 2020

Jesus nasceu

24 de Dezembro de 2019

Depoimentos - II

20 de Dezembro de 2019

Dormindo sobre uma almofada

23 de Novembro de 2019

Depoimentos - I

15 de Novembro de 2019

Um ao outro ajudou

01 de Novembro de 2019

O dia das coisas pequenas

23 de Outubro de 2019

Maria nos dá o exemplo

30 de Julho de 2019

E com ele cearei

24 de Julho de 2019

Junto das Águas

12 de Junho de 2019


Procure no Site

Busque por textos de um mês específico ou que contenham um determinado termo