Seguir o modelo

seguir o modelo

(Reflexões)

Como um tecido descortinado diante dos olhos, e já “bolamos” um modelo. Sai o risco. Ou, se não quisermos inventar nada, a gente pega dos projetos guardados. Projetos? Deus sabe o que tem para cada um. Ele nos faz saber. Ele diz: “Conforme a tudo o que eu te mostrar para modelo… e para modelo de todos os seus pertences, assim mesmo o fareis” (Ex 25.9). Tudo o que é necessário para o que “bolamos”, ajuntamos. Linhas, agulhas, aviamentos (vou pela minha mãe com suas costuras. Ela dizia: “Isac, arruma a correia da máquina, que arrebentou”).

Às vezes a gente tem tudo prontinho, “na ponta da agulha”. Pior é que quando a agulha quebra, tudo cai por terra, como aquelas pequenas pérolas para vestidos. Quantas vezes ajuntei coisas espalhadas pela casa, nos cantinhos. Horror mesmo é quando a caixa de costura inventa de cair, e esparrama tudo (o estrondo me divertia)! É admitir que tudo se foi! Precisamos, então, reordenar as coisas, outra vez – paciência – para ajuntar coisa por coisa e colocá-las no seu devido lugar.

De novo o pedido: “Conforme a tudo o que eu te mostrar para modelo…”. Nada fora dele!, e não precisamos quebrar a cabeça! Mas muita gente quebra! É simples demais seguir o que foi mostrado. As pessoas querem algo difícil, mais complicado. Muitas preferem os grandes sacrifícios à obediência! Fazer o quê? Seguir o modelo, que vai dar tudo certo!

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *