Nueza da minha alma

Há quem pense que eu não tenho problemas. Na verdade, eu enfrento sérios campos de batalhas. Ora estou num, ora noutro. Quando minha fé se eleva até Deus, meu campo de batalha é a certeza de que terei tudo realizado. Porém, quando penso que minha fé não entra mesmo na presença de Deus, também tenho certeza de que tudo o que penso, nada mais é do que bobice e enganos e que estou perdendo meu tempo com coisas que não existem.

Olha, não tem como brincar com isto. Tudo é muito muito sério. Como acreditar que das pedras brotam águas se eu mesmo guerreio quase que perdendo a batalha contra o impossível? Será que eu estaria pecando em duvidar de Deus, de suas coisas prescritas e pensadas? Então, são campos de batalha tão reais quanto a existência. Tão reais quanto a infusão de descréditos e pessimismos, acreditando em tudo e em nada como se fosse uma coisa só. São aqueles desertos tremendos e confusos, cheios de serpentes.

Como escapar à falta de fé? Então, quando chega o momento em que você rende a alma, e dos lábios não saem mais as palavras bonitas e você está sem a capa da hipocrisia da vida, mas revestido da verdade, mesmo pensando que nada é como a gente pensa ou espera, daí Deus ouve tão somente o que sai do coração! Ele não se “embaraça” com nossas capas falsas! Será que essa nueza da alma vai mexer com o coração de Deus, e trazer respostas? Eu, contudo, e apesar das provações, continuo esperando nele, pois não muda.

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *