Águas vivas de renovação

Pai meu, deste-me consciência de saber – que és o único. O único que não sofre os meus sustos. O único que não sofre os meus pânicos. Que sofrimentos possam te fazer sofrer? Que influências possam mudar tuas atitudes? Que não é atingido por interferências da malignidade, e nem te faz mover ou a luz ou as trevas, porque para ti a luz e as trevas são a mesma coisa. Que a própria eternidade não pode mudar nada em ti, pois és o mesmo para sempre, sem concorrentes, e que nada muda teu caráter e tratamento.

Que és oásis para meus pés cansados, pois pela porta que és, por tua liberdade dada, posso entrar e descansar sem medo e sem temores do coração. És lugar de segurança, onde a paz é plena. Pode tudo ocorrer dentro de meu mundo – bem ou mal – onde estás, porém, para onde me achego, posso, sim, me deitar e dormir, porque tu me fazes repousar em segurança. Tu és onde mantenho meu altar e por tua presença deixá-lo aceso, porque teu Espírito, que mandou a mim, assim o quer e assim me ajuda.

És onde posso, como centelha sem ser vista ou conhecida, fazer a diferença, pois o teu vento pode assoprar e levar até para longe uma pequena chama – teu vento de essência divina, em meu coração, e poder de tudo mudar.

És onde o teu Espírito alaga o meu deserto, terrível e de serpentes, ao trazer a ele, em meu fôlego de vida, águas vivas de renovação, para fazer, de novo, tudo novo! – minha maior aspiração!

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *