Acessando o Salmo 23 – Parte 08

acessando

(Mensagem/estudo)

REFRIGÉRIO E JUSTIÇA – verso 3 (b)

“Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome”, Sl 23.3

I – OS CAMINHOS DA JUSTIÇA

1. São caminhos de vida – “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus”, Rm 8.14. Esses filhos de Deus são os que recebem vida, e estão no caminho da salvação. Podemos ter confiança em percorrer o caminho da salvação? Que prova temos quanto a essa confiança? Entendemos isto quando lemos que “O caminho do Senhor é perfeito”, 2 Sm 22.31; e “Os caminhos de Deus são eternos”, Hc 3.6. Crendo nisto, com fé e simplicidade, não tenhamos temor em percorrer os caminhos de Deus; pelo contrário, desejaremos saber mais a respeito e pedimos: “Ensina-me, Senhor, o teu caminho”, Sl 27.11. Desta forma seremos salvos. Assim chegaremos ao alvo proposto por Deus, planejado por Deus desde antes da fundação do mundo em nosso favor, naquele momento em que ele nos amou, antes de existirmos!

As veredas da justiça são onde predomina a justiça. A justiça é uma virtude que inspira o respeito dos direitos do próximo, e que faz dar a quem quer aquilo que é seu. Deus, o Pai, deu o que era seu, Jesus, por amor à humanidade, por amor ao ser humano. Sua justiça se salienta no ato de dar a quem quer aquilo que é propriamente seu, Jo 3.16, tendo como finalidade a vida eterna de quem não a possuía. O ato de dar é um ato de voluntariedade. Mais do que um presente ofertado, tendo em vista o amor ou o reconhecimento de uma pessoa para com a outra. A condição exigida para tal é ouvir a voz de Deus, Jo 10.3,4, e não ouvir a voz dos estranhos, Jo 10.5. “Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem as sua voz. Mas, de modo nenhum, seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos”, Jo 10.2-5.

2. Tudo pelo Amor – No Reino de Deus na terra, na Igreja, nada de eficaz acontece sem o amor, 1 Co 13. “O amor cobre todas as transgressões”, Pv 10.12. Disse o Senhor: “Com amor eterno eu te amei”, Jr 31.3. “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos”, Jo 15.13. Ao pecador arrependido, antes perdido e condenado, sem intercessor e sem amor, sem que houvesse quem pudesse fazer-lhe justiça, Deus entra em cena, por Jesus, e o perdoa eficazmente. Não mais é imputado pecado algum ao que confessa e deixa as suas transgressões, porque a justiça divina foi eficaz e verdadeira. No trâmite do perdão e da justificação em todo o tempo operou o amor de Deus, o amor do seu nome. “…O seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”, Is 9.6.

Deus o abençoe ricamente.

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *