Nada ficou esquecido

nada-ficou-esquecido

(Reflexão – escrita em 2005)

Num destes dias não pude esconder minha admiração, ao ouvir as folhas de cinamomo sendo empurradas pelo vento