Tocou-me!

Bem no amanhecer deste último dia do ano, enquanto eu caminhava por um dos bairros de nossa cidade, vi crianças que se reuniam para conversar e cantar. Vi que achavam graça de mim, quando parei para apreciar algumas delas, com hinários, postadas nos degraus de uma escada entre a rua e a calçada, cantarem