Que fazes aqui, Elias?

caverna

Elias recebeu tamanha força com a comida, que o animou a caminhar 40 dias e 40 noites “até Horebe, o monte de Deus”, 1Rs 19.8. Para o caminhante a promessa é: “Caminharão e não se fatigarão”, Is 40.31. Que caminhada decisiva e corajosa, cheia de fé! “Firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vêem”, Hb 11.1. Mas fé que é provada! O ser humano Elias, você e eu, recebemos o potencial de aumentar a fé!, porém… continuamos colocando nossa alma no fundo de uma caverna!, 1Rs 19.9. Nela ficamos gélidos, a ponto de – incrível! – querer Deus falar conosco: “Que fazes aqui, Elias? E Deus lhe disse: Sai para fora” (verso 11).

Muitas vezes nosso coração sopra “grande e forte vento” que fende os montes e quebra penhas, e Deus não está no vento!; que estremece como “um terremoto”, e Deus não está no terremoto!; que se abrasa como um fogo, por qualquer motivo, e o Senhor não está no fogo!, 1Rs 19.11,12. Então, é no descanso do coração que Ele fala com “voz mansa e suave”, 1Rs 19.12, porque Ele sabe, que do meio dos turbilhões, ainda temos sensibilidade de ouvi-lo.

Ter ouvidos que ouçam e que escutam com sabedoria são valores que não existem dentro de cavernas.

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *