Os bilhetes de Deus – das noites – 12

as-noites

(Reflexão)

A Palavra dá a sua importância às noites e o que representam. Eis três bilhetes de Deus:

O primeiro bilhete: “…e uma noite mostra sabedoria a outra noite” (Sl 19.2). Muitas das revelações de Deus se dão à noite. Assim como a noite fala dos dilemas da vida, fala também da sabedoria de Deus, pela sua própria revelação (Sl 119.148; 63.6). É à noite que o cântico do coração é lembrado, e quando há esquadrinhação do que pensa Deus de nós (Sl 77.6). Hora em que revela o que deseja de nós.

O segundo bilhete: Deus considera a reciprocidade. Ele ama quem lhe bendiz. Então, não esqueçamos disto, enquanto o assistimos em sua casa, em todas as noites (Sl 134.1) que estivermos lá. Vale só receber? O Senhor também gosta de receber!

O terceiro bilhete: Muitas vezes as trevas nos assustam, mas se estivermos no Senhor, essas mesmas trevas nos serão luz! (Sl 139.11). A sua presença nos anima, pois descobriremos que “as trevas e a luz são para ti a mesma coisa”! (Sl 139.12). O que poderá deter a benção do Senhor? As trevas? A luz? Veja, que o Senhor vai sondar nosso prazer! Ele vai verificar nossa receptividade à sua voz!, se meditarmos em sua lei de dia e de noite (Sl 1.2)! “Noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz” (Ef 5.8), e a bênção do Senhor será completa! Mas cuidado! “Vê, pois, que a luz que em ti há não sejam trevas” (Lc 11.35). Do contrário, bênçãos, promessas, tudo!, se escoarão pelo ralo!

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *