O Senhor, e não um anjo!

Foi péssima a notícia de que o Senhor não mais acompanharia o seu povo. Um anjo seria comissionado. Com tanto glamour sobre anjos? Há quem grite, festeje, desmaie, quando os anjos são vistos! Há quem sinta “passeando aqui”, farfalhando asas! No entanto, veja o que diz: “Disse mais o Senhor a Moisés: Vai, sobe daqui, tu e o povo que fizeste subir da terra do Egito, à terra que jurei a Abraão, a Isaque, e a Jacó, dizendo: À tua descendência a darei. E enviarei um anjo adiante de ti, e lançarei fora os cananeus, e os amorreus, (…) a uma terra que mana leite e mel; porque eu não subirei no meio de ti, porquanto és povo de dura cerviz, para que te não consuma eu no caminho. E, ouvindo o povo esta má notícia, pranteou-se e ninguém pôs sobre si os seus atavios” (Ex 33.1-4).

Sabemos, sim, da missão dos anjos em nosso favor! Porém, veja você, em um momento muito singular de sua vida, quando importantes mudanças e decisões estão para ocorrer, quereria um anjo ou o Senhor para lhe ajudar? “Rogo-te que me faças saber o teu caminho, e conhecer-te-ei, para que ache graça aos teus olhos (…). Disse pois: Irá a minha presença contigo para te fazer descansar. Então lhe disse: Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui”, (Ex 33.13-15).

Nas suas importantes decisões, sem ser povo de dura cerviz, queira, e sempre, a presença do Senhor! Os anjos já têm sua missão de livrá-lo em sua jornada! É o Senhor que dará direção certa para todo bom desígnio!

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *