O caminho do deserto

O-caminho-do-deserto

Muitas bênçãos de Deus não se alcançam se não for pelo deserto – as que chamamos de “especiais”. O deserto – por qual motivo somos “obrigados” a enfrentá-lo? As bênçãos de cima não serão entregues aos que não forem provados. Poucos são os escolhidos para serem bênção ao mundo. O que Deus faz é exclusivo, pensado, e aplicado a meros mortais. O jeito é aceitarmos sua “única” condição, para fazer-nos a bênção que deseja. É neste ponto que teremos, além das provações, privilégios! Provações, em nós mesmos, mesmo que não as aceitemos de bom grado. Privilégios, de Deus, querendo nos abençoar com sua escolha; esta, por nós não compreendida até, tudo porque não gostamos de ser provados.

No deserto não existem marcas de direção: dobra à direita, dobra à esquerda, em frente, rumo à vitória etc. Não. Sem o senso de direção acabamos por morrer e não alcançamos a bênção. O deserto é daí o lugar da falta de novidades, lugar de mesmice, lugar propício para a murmuração, lugar de dias incrivelmente iguais, que só oferece total falta de informação! A gente acaba por pecar achando que Deus nos castiga, quando na verdade está nos guiando! Como? Pela sua presença. Tudo porque a estrada de nosso deserto é ele, que disse: “Eu sou o caminho”. Ele será nosso guia certo por onde formos, embora as dificuldades. Então, saberá como e onde nos levar.

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *