Nascida no coração de Deus

nascidac

(Mensagem)

“…formosa como a lua, brilhante como o sol…”, Ct 6.11.

“Quem é você, de onde vem e para onde vai?”, perguntou um guarda a Friedrich Nietzche (filósofo alemão), num parque em Berlim, à noite. A resposta: “Isto é o que venho perguntando há quarenta anos, e ainda não cheguei a saber”. Um cientista disse: “Que faço em cima desta gigantesca bola de barro?”. Augusto Rodin (escultor de “O pensador”): “O homem o que é?”. Seria apenas um animal social (Aristóteles)? O ser mais lamentável e cheio de problemas (Homero)? A menor partícula do nada (Edward Yong)? Ou o único animal que ri e chora (Willian Hazlit)? “Que é o homem para que dele te lembres?”, Hb 2.6(a). A Palavra de Deus informa: “E os que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou”. Rm 8.30; da sua criação à Sua imagem, Gn 1.27, sua queda espiritual, sua oportunidade de ser salvo, Jo 3.16, Hb 9.13-22.

A vida que Cristo introduziu no homem perdido o conduz à regeneração: “Pelo que se alguém está em Cristo, nova criatura é”, 2Co 5.17. “Pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, e vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou”, Cl 3.9b.10. Estes formam um povo, separado, santificado, chamado Igreja. O pastor e missionário Eurico Bergsten diz: “Deus determinou as bases e a forma de comunhão que deveria haver entre os que haveriam de aceitar a salvação por Jesus Cristo”. “Mas falamos a sabedoria de Deus em mistério, que esteve oculta, a qual Deus, preordenou antes dos séculos para nossa glória”, 1 Co 2.7. “…e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade”, Mq 5.2c. Esse mistério começou a ser revelado na plenitude dos tempos, com a presença do Messias, sob fiel cumprimento da Profecia da Escritura, Gl 4.4, surgindo na terra, a Igreja! Nascida no coração de Deus!

Em Jesus a Igreja iniciou-se no mundo. Sobre si a edificou, Mt 16.18. No Pentecostes a estabeleceu com poder e na forma como fora determinada. Para consolidá-la, o Espírito Santo foi enviado a ela, para tudo dirigir! A escolha de obreiros era determinada pelo Espírito Santo, At 13.2. A Igreja contou com o poder dos dons espirituais e ministeriais para a sua edificação, para os seus passos e ações. Multiplicou-se através do tempo em um corpo resistente às perseguições e às demais sutilezas do mal.

Então, fomos achados por Deus (“Achei a Davi”), Sl 89.20, pois viu fidelidade em nós (Sl 101.6) para fazermos parte de seu Corpo. Fomos colocados no lugar celestial chamado “jardim das nogueiras”, e o Senhor vem visitar-nos “para ver os novos frutos do vale, a ver se floresciam as vides e brotavam as nogueiras”, Ct 6.11. Nascida no coração de Deus, a Igreja “aparece como a alva do dia, formosa como a lua, brilhante como o sol, formidável como um exército…”, diz do seu Amado: “O meu amado é cândido e rubicundo; ele traz a bandeira entre dez mil”, Ct 6.10 e 5.10.

Deus o abençoe ricamente.

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *