Falta silêncio

Você já pensou que determinadas coisas da vida não se resolvem nem com as mais brilhantes ideias? Pois para estas determinadas coisas palavras e ideias não bastam. Deus cria circunstâncias que as impedem. Ele, na verdade, tem o seu momento de “não querer falar”.

Lembra-se dos amigos de Jó? Foram amigos molestos! Por mais bonitos que fossem seus discursos! Haverá sempre uma hora em que o silêncio será terrivelmente necessário. Jó sentiu na pele tudo isto!

Tudo acontece numa hora em que você deseja ardentemente ouvir alguém! Daí você esquece o que disse: “Estai quietos”. Ficar em silêncio, saiba, é ordem de cima; não é um mau trato! Em que pé fica sua fé quando ele resolve “não falar” com você? Ele estaria abandonando-o? Ou você mesmo estaria culpando-o pela indiferença à sua situação?

Jesus ficou em silêncio, no deserto da sua grande prova. Ele enfrentou densas trevas que podem explicar as suas! Ele enfrentou uma terrível circunstância em que teve de clamar: “Porque me abandonaste?”. Ele passa para você o porquê de silenciar. Em sua hora em que “nada adianta”, Deus fecha a porta atrás de si e pede que não o interfira, pois é hora de lapidar. Silêncio. Não o incomode. Não o interrompa. Ele está ocupado. Aguarde. Espere. Deixe-o trabalhar. Você vai sorrir ainda da sua demora. Vai sorrir ainda dos diamantes que ele formou. Vai admitir que lhe faltou silêncio num momento muito importante, em que, bem sabe você, seria capaz de suportar!

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *