Deus nos faz sofrer

Deus-nos-faz-sofrer

(Reflexão)

Maria, a moça, meiga, humilde, recém viu o rostinho de seu bebê e já começou a sofrer, ao ouvir: “E uma espada traspassará também a tua própria alma” (Lc 2.35), levando-a conhecer o cruel sofrimento que a esperava, por causa de seu filho. Deus mostra um alvo, lindo, glorioso, e o coração se rasga por ele, com paixão, e acabamos por descobrir que sua beleza vai nos fazer sofrer amargamente!

Ele está raspando as asperezas e endireitando as coisas tortas, num deserto, só. Dores se aprofundam, e pensamos: “Onde estão suas promessas?”. Ele desnuda de nós mesmos, e nos veste dele próprio! Isto mexe como espadas, dentro, e não tem saída. O jeito é suportar e esperar. Ele nos deixa certos de que passaremos pro outro lado, incólumes; mas… não sem doer. Com tudo o que fez sofrer a Moisés, ele chegou a liderar uma nação inteira. A intenção de Deus era tirar dele aquela coisa chamada “eu sou alguém”, para fazê-lo ver que estava enganado pelo seu próprio coração. Gideão doía-lhe saber ser o menor em sua casa. Isaias doía-lhe o seu próprio pecado e o do seu povo, para falar em nome de Jeová, e ser a boca de Deus. O povo no deserto, doía-lhe faltar algumas coisas básicas, como água, ou pão, para valorizar a gordura da terra, a caminho, e comer dela o seu mel com satisfação. Foram dores de humilhação, para a etapa seguinte: a exaltação de Deus. Quando a gente diz que Deus nos faz sofrer, ele, na verdade, tem o seu motivo – nos exaltar (Tg 4.10).

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *