Cavando fundo

cavando-fundo

(Reflexão)

É possível alguém ler a Bíblia quantas vezes desejar. Porém, ler não é o suficiente. A simples leitura assemelha-se ao trabalho daquelas empresas especializadas em reconhecimento de áreas onde se supõe existir algum tipo de mineração. Os preparativos das extrações iniciam como também aumentam as possibilidades de enriquecimento. Existe, inclusive, a aplicação de não poucos investimentos.

São bem assim os cristãos que fazem verdadeiros passeios sobre a Bíblia! Fazem reconhecimentos, investem até, mas continuam pobres! Chegam a dizer que investem até demais!, quando dizem (querendo “cobrar” de Deus) do quanto se aplicam à obra, do quanto dizimam, do quanto participam dos cultos! No entanto, não enriquecem com o tesouro eterno. Então, mais do que nunca, é preciso extrair! Entrar na mina e tirar de lá o que vai mudar a vida! É preciso meditação constante. A riqueza é infinita e só o Livro dos livros pode fazer-nos prósperos com seus ensinamentos, mandamentos e exemplos. São riquezas para hoje e para a eternidade.

Paremos de passear pela mina! Vamos cavar e fundo! Também, a meditação na Palavra é a forma mais preciosa de enriquecimento lícito.

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *