Author Archive: Cevide

Escondido e esquecido?

“Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão” (Sl 139.5). Você já parou pensar o que isto significa? Um daqueles raros momentos em que você simplesmente desaparece! Deus resolve, e sabemos, sim, que resolve nossas situações e complicações. Mas ele resolve também nos esconder. É por diante, é por detrás, nos cerca totalmente! E por cima, ainda, coloca a sua mão.

Escondido e esquecido? Para os homens, sim. Mas se o Senhor resolveu esconder você, é porque ele não o esqueceu e deseja livrá-lo no dia da adversidade! Veja: “Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha” (Sl 27.5). Ele deseja livrá-lo de todas as afrontas e contendas. Veja: “Tu os esconderás, no secreto da tua presença, dos desaforos dos homens; encobri-los-ás em um pavilhão, da contenda das línguas” (Sl 31.20).

Ninguém o vê, no momento em que precisa desesperadamente de ajuda, no momento em que você deseja que vejam seu sofrimento, sua angústia, e que seja socorrido. Deus encerrou tudo na terra dos esquecidos! “Saber-se-ão as tuas maravilhas nas trevas, e a tua justiça na terra do esquecimento?” (Sl 88.12). Sim, esse momento há de chegar, sem antes ter que provar a amargura das águas no tempo da sequidão. O Senhor precisa se utilizar desse expediente de sofrimento e abandono, que por ora é incompreensível, mas que faz sentido, embora a luta imensa que você passa!…

Isac Rodrigues

Continue Reading

No meio de boas surpresas!


A autêntica obra missionária tem suas agradáveis surpresas. Uma das coisas boas que experimentei quando eu precisava de algo muito importante nos Cursos de Evangelização Ide (Cevide), foi uma oferta que recebi de um leitor do site Cevide.org. O Cevide já havia distribuído muitos e muitos cursos O Caminho da Vida e A Estrela na Janela (adultos e crianças) ao longo de vários anos. Até então não havia, contudo, uma capinha colorida para o curso O Caminho da Vida, que pudesse dar melhor aparência e agradabilidade aos estudos que pessoas interessadas na Palavra de Deus faziam. Foi então que num determinado dia, ao entrar no banheiro de nossa casa, com um desejo imenso em meu coração, fiz uma oração a Deus, pedindo ao Senhor um valor em dinheiro para mandar imprimir as capas coloridas. Horas depois, fui olhar meus emails. Para minha surpresa, lá estava uma mensagem de um leitor de Cevide.org, do Estado de São Paulo, dizendo da sua apreciação ao conteúdo do site e que se sentia tocado por Deus a doar uma oferta especial para os trabalhos do Cevide. Isto me surpreendeu muito. Pude notar o cuidado de Deus para com aquilo que eu estava fazendo. Veja, com aquela oferta, pude imprimir duas mil e quinhentas capas coloridas, de fino acabamento, e ainda imprimir dez mil folhetos, para evangelização. Não seria necessário dizer, que nossas mensagens tem alcançado muitas pessoas no Brasil, e até fora, o que tem me alegrado, e muitos agradecimentos a Deus, no meio de boas surpresas!


Isac Rodrigues

Continue Reading

Abraçado pelo teu amor

Quando a tua Palavra diz que “Não há um justo, nem um sequer” (Rm 3.10), eu era um deles. Quando a tua Palavra diz que “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Rm 3.23), eu estava entre eles, embora tenha te encontrado em tenra idade. Infeliz, era o que eu era até então. Precisaste dizer que me amava, bem no momento em que brincava no chão de nosso velho galpão. Ali eu vi quem era o Senhor. Quando a tua Palavra diz “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mt 11.28), eu fui a ti. Quando a tua Palavra diz que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16), eu desejei receber o Filho e ter vida eterna. Tudo isto aliviou minha consciência, e a esperança passou a ser minha companheira.

Em uma nova esperança, outras coisas muito importantes aconteceram também. Quando a tua Palavra diz: “Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens” (Mt 4.19), segui-te para realizar um serviço de salvação de outros que tinham lutas espirituais como eu. Descobri que em muito disto era necessário sofrimento, renúncia, dor, vales escuros, abandonos, incompreensões. Assustaram-me um pouco, pois no princípio achei que a salvação e o serviço a Deus eram somente gozo e felicidade.

Esta é a razão por que preciso de socorro a cada dia, pois não posso viver e nem nada fazer sem ser abraçado pelo teu amor.

Isac Rodrigues

Continue Reading

A viagem está enfadonha?

Todo mundo diz que a vida é como uma viagem, com muitos acontecimentos, surpresas… Anos atrás fiz uma longa viagem de ônibus. Meia-noite. Ônibus lotado. Meu banco era um dos últimos. Pessoas embarcavam, lotando completamente o corredor. Chamou-se a atenção uma senhora, segurando um grande buquê de flores, lindo. Ela estava em pé, e naquele movimento de pessoas entrando e saindo, ela foi se aproximando de mim, até que o seu buquê de flores ficou entre eu e o banco da frente. Aí, sim! Não pude ver mais nada. Fiquei um bom tempo olhando o que só havia na minha frente – flores! Até que me cansei… e o inusitado aconteceu!

Dentre a folhagem, uma pequenina aranha apareceu! Acho que não me enganei, quando a vi, pois pensei que tivesse dito: “Oi!”. Ela desceu com seu fiozinho e parou! Gente, o show começava! Eu, da platéia assisti boquiaberto, a aranhazinha armar toda a sua linda teia! Ela fez tudo tudo muito bem, inteligentemente! Puxa prá lá, puxa prá cá! Fez todos os “xis” possíveis! E de fora para dentro ela puxou, matematicamente, o seu fiozinho na forma espiral para finalizar o que estava tecendo! Por fim, posicionou-se bem no centro! E ali ficou! Fiquei embevecido com tudo o que vi! Demais!

A viagem está enfadonha? Já descobriu alguma coisa que o Senhor deseja chamar-lhe a atenção e assim, fazer esquecer um pouco os apertos, o calor das horas, o desafio da falta de espaço, de oportunidades, sem ter vez e voz? Calma. Ele cuida de tudo!

Tenha uma boa viagem!

Isac Rodrigues

Continue Reading

O aroma de Deus

Quando um lar é formado, uma nova história começa. Por Deus, como o seu aroma, é educado pelas palavras da vida. Ele olha lá dentro, e no seu silêncio, esparge a sua paz. Resistência com paciência, perseverança e esperança são seus instrumentos, pelos quais trabalha esforçadamente. Faz crescer a sua força dia a dia. Nada deixa faltar ao lar, que está sob sua benção. Ao contrário, as crianças! Elas é que vão chegando para dar alegria! De repente tudo está debaixo da graça! Brincadeiras de felicidade, que fazem sorrir a todos, em sua bendita graça!

Soubessem todos que um lar é um pedacinho de céu. Deveria ser continuamente. Nele, haverá paz do céu, anjos do céu, luz do céu! Não pode ser um covil!, esconderijo de fugitivos que ocultam seus pecados!, que escondem seus comparsas do mal e suas maldades! Deve ser, sim, onde se derrama o aroma de Deus!

Quando todos, no lar, se reúnem para orar, para cantar, ou para comer à mesa, ele tem esse aroma. Quando um socorre o outro em suas necessidades, ou quando alguém precisa se despedir, com lágrimas ou choro, nada se faça ao contrário, nem haja lamentações, nem impropérios, mas abraços, beijos, com delicadeza e amor. Para que nunca falte, enquanto o lar existir, a presença do Senhor.

Isac Rodrigues

Continue Reading

O bom combate

Quando você saiu do seu Egito espiritual, sua vereda foi um deserto. Que medos e horrores você passou pela caminhada! Coisas terríveis o amedrontaram! Pensou: “Será que não poderia ser diferente?”.

Tinha que ser assim então, Deus tratando com o mesmo jeito, com aqueles que foram libertos? Em nenhum momento não poderia mudar de ideia e fazer um pouco diferente? Não poderia largar de mão de seu único método de tratar, para facilitar uma jornada melhor? Uma jornada com menos problemas, menos provas?

Enquanto você peregrina, ele vai provando, provando. Você sente dor aqui, ali, vai sofrendo, vai suspirando chegar logo. Não raras vezes sente-se tentado a achar que não deveria ser assim, e pensou em planos diferentes para escapar às suas torrentes de amargura, às suas decepções no meio das provas de fogo.

Está em sua mente o alvo que lhe foi proposto, que lhe foi prometido, que é o que deve alcançar. Sabe que generoso é o Senhor que lhe fez promessa de algo bom. Sabe que pelo Senhor daria a vida por aquilo que ele é e por aquilo que ele tem para dar. Mas a complicada jornada ofusca a sua mente e a sua fé, para não pensar nas coisas que são de cima, e descrer de tudo. Você entra em luta com pensamentos, fé, esperança, cansaço. Mas não lhe foi ordenado desistir. Sim, prosseguir. Apropriar-se do que o espera. Alcançar o impossível custe o que custar! Para que, alcançando, diga: “Combati o bom combate, guardei a fé!”.

Isac Rodrigues

Continue Reading