Até o sol brilha mais

Hoje, sábado, em meio a horas de trabalho, ainda tirei um tempo para assistir “A Vida após Hitler” (em dois excelentes documentários) que teve por foco a forma como a vida na Europa, finda a guerra, teve o seu recomeço. Tirei uns prints de algumas cenas que, pelo meu ver, foram muito emocionantes – a reconstrução de tudo!

O drama pela sobrevivência, a dor, a morte (cerca de quarenta milhões de pessoas na Europa), e outras milhões dadas como perdidas, os mutilados, os atacados por doenças e pestes, fez-me lembrar de Jó e o seu próprio drama, o seu sofrimento numa guerra de vida e morte, perdas e doenças. Fez-me pensar que Deus mesmo interfere nas guerras que nascem no coração dos homens, quando se voltam para ele, fazendo-as se acabarem para trazer o alívio tão esperado pelos mortais sofredores. Fez-me pensar na alegria de Jó quando tudo lhe foi restituído outra vez, duas vezes mais!

Você já parou pra pensar também que isso é mesmo verdade? Que Deus quer mesmo que o dia amanheça para nos entregar uma boa nova de grande alegria? Já parou pra pensar que houve e ainda há muitos sofredores pelo mundo afora, cujo sofrimento ainda desconhecemos? E que devemos ponderar nisto?

As fotos a seguir são cenas que assisti várias vezes, tal a intensidade de um momento de renovação, para quem teve tudo perdido, mas que não perdeu a esperança de voltar a viver. São cenas em que até o sol brilha mais.

Isac Rodrigues

Em Varsóvia os bondes circulam novamente. Multidões os aplaudem, muitos são levados às lágrimas.

Paredes podem estar destruídas mas dentro de casa a vida continua.

Jardineiras nas janelas…

…estão sendo regadas.

As escolas se abrem em meio às ruínas.

Crianças brincam entre destroços.

É primavera em Berlim…

…o povo ganha força para recomeçar do zero.

Nada mais perturba num momento ao sol.

O povo se acostumando a viver entre ruinas.

Para onde se olha, o trabalho começou. As cidades estão emergindo do caos.

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *