Acessando o Salmo 23 – Parte 14

acessando

(Mensagem/estudo)

BONDADE, MISERICÓRDIA E VIDA ETERNA – verso 6 (b)

“…e habitarei na casa do Senhor por longos dias”, Sl 23.6 (b)

II – A VIDA ETERNA QUE DEUS DÁ

Nem todos possuem dons do ministério cristão, ou dons espirituais etc, mas todos devem possuir o dom da vida eterna. Qual é o desejo de Deus? “Que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade”, 1Tm 2.4. Todos nós sabemos que o pecado afasta o homem de Deus, e faz que o homem se perca eternamente. A Palavra de Deus é bem clara quando diz: “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor”, Rm 6.23. Vida eterna é o dom mais precioso que podemos alcançar. Podemos decidir pelo nosso destino, podemos escolher qual caminho vamos trilhar, ou da vida (gratuitamente) ou da morte (pelo salário do pecado). “Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência”, Dt 30.19.

Davi amava a Casa do Senhor. Ele adorava a Deus entoando-lhe louvores com instrumentos musicais, músicos e coristas. Ele embelezava o culto com a melodia da adoração. O seu desejo era habitar por longos dias na Casa do Senhor. Isto prenuncia a vida eterna. O Espírito Santo se encarrega de iluminar o significado da Casa do Senhor para todos nós hoje. Ele propõe desejo em nossos corações pela vida eterna. Onde e quando a alcançaremos? Na presença de Deus (onde) para todo o sempre (quando):

1. Na presença de Deus – A inspiração do Salmista em compor o Salmo 23 está no próprio Deus. Cristo, que revelou o Pai, está conosco, Mt 28.20. Ele está na Igreja, nos crentes, através do Seu Espírito Santo, Jo 14.16, até que chegue o grande Dia em então nós estaremos na presença do Senhor, 1 Ts 4.17. Quando? Para sempre.

2. Para todo o sempre – Deus é eterno (não tem princípio nem fim), Is 40.28 – “o eterno Deus” que não se cansa nem se fatiga. Ele é o “Pai da Eternidade”, Is 9.6. É em Sua eternidade que entraremos um dia. Quando passamos a crer no Senhor, somos outorgados pela sua vida, e envolvidos por ela. A nova vida dada por Jesus Cristo já é a que podemos chamar de vida eterna. Ela nos fará transpor o limiar da existência humana para dentro da eternidade, porque ela já estava em nós, quando a recebemos, e ela nos levará para além! Então, não desanimemos quando formos provados. Não desanimemos quando nos entristecermos por um motivo abalador. Temos a vida eterna!, concedida através do amor de Deus. João 3.16 diz: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. De um autor: “Mundo”, fala da universalidade do amor de Deus para com os homens. “De tal maneira”, indica a singularidade do amor de Deus. “Deu o seu Filho unigênito”, fala do amor sacrificial. Qual pai faria tão grande sacrifício em favor de pecadores? “Que nele crê”, trata da fé em Cristo, fé que salva.

Que Deus nos ajude a vivermos o que escolheu para nós.

Finalização do estudo do Salmo 23.

Isac Rodrigues

Cevide

View more posts from this author

Compartilhe em sua rede social, blog ou site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *